Churrasco, chimarrão e arroz de carreteiro… coisa de gaúcho, chê!

churrasco gaúchoA culinária do Rio Grande do Sul possui muitas influências, desde a imigração italiana até a alemã, que muitos já conhecem.

Além destas influências do século XIX, a gastronomia gaúcha possui características indígenas, portuguesa,  espanhola e também do homem do campo com uma característica mais urbana.

Um dos pratos principais gaúchos é a carne, entre eles o churrasco e o famoso charque. 

O CHARQUE

Os índios guaranis ocuparam o Rio Grande do Sul há muito tempo.  Eles viviam principalmente da pesca. Após um tempo, os charquejesuítas chegaram até a região e, na tentativa de os expulsarem, começaram a trazer gado. Porém, os índios passaram a cuidar do gado e a comer a sua carne deliciosa.

Depois, com a saída dos jesuítas da região, o gado foi espalhado por todos os demais locais já que não haviam predadores que o matasse. 

Então chegaram os tropeiros que conservavam a carne para conseguirem comer durante a viagem. Assim surgiu o charque.

CHURRASCO

Os gaúchos, desde o século XVII, consumiam o churrasco que era feito sobre o fogo de chão.

Com a modernidade, o churrasco gaúcho passou a incluir outros tipos de carne, além da bovina, como linguiça toscana, coração de galinha e outras carnes de origem suína.

CHIMARRÃO

chimarrãoO chimarrão é característico dos gaúchos.

Eles recebem as pessoas com o chimarrão, símbolo de amizade.

Este é um hábito indígena.

Esta bebida é montada com erva-mate moída, adicionada de água quente e possui gosto amargo.

Não importa se está calor ou frio, os gaúchos adoram esta deliciosa bebida.
ARROZ DE CARRETEIRO

Este é um prato derivado da enorme quantidade de carne que a região possui. O preparo é bem simples e contém basicamente arroz e pedaços de carques.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *